violência na escola

Mais dois casos de violência na escola, em concreto mais dois casos de violência na Escola Básica e Secundária Gonçalves Zarco, no Funchal, hoje em notícia neste diário local.

Esta situação é inadmissível! Estamos a falar de crianças de 5º ano (num dos casos), que deverão ter entre os 10 e os 13 anos (no limite, se aceitarmos que possam ser repetentes por 2 anos). No segundo caso, fala-se de violência cometida por um jovem de 16 anos contra a sua namorada, um caso de extrema gravidade.

Como se pode admitir comportamentos destes em pessoas que estão a começar uma vida social? Onde entender estas motivações agressivas? Na minha opinião, uma só resposta: na família! Na falta de educação no seio da família! Na falta de regras e princípios de boa e sã convivência dentro de casa, em primeiro lugar, na vizinhança, em segundo lugar, na escola, em terceiro lugar, em todo o lado, enfim! Este fenómeno não está directamente ligado à pobreza mas sim à falta de regras e princípios e isso não é limitado aos pobres de dinheiro mas sim aos pobres de educação social.

Sinto-me revoltada com estas situações! e também sinto receio! receio de que esta violência atinja os meus entes queridos, que os tenho e precisamente nesta escola. Uma escola que há muito está conotada com violência e assédio (bullying, como agora se chama). Como se pode permitir que uma escola tenha esta reputação social? Porque não há mais intervenção nesta escola, se tem jovens problemáticos? Se não se consegue resolver o problema na origem (na família) obrigue-se os utilizadores a cumprirem as regras nos espaços sociais exteriores à sua casa, neste caso um espaço social limitado onde, obrigatoriamente, tem de haver regras de convivência que possibilitem a integridade física, a segurança e o bem-estar dos seus utilizadores.

Por isso, pergunto publicamente aos responsáveis pela Direcção desta escola:

1 – O que foi feito para punir os alunos intervenientes na zaragata?
2 – Foram chamados os encarregados de educação desses alunos e responsabilizados pelos actos cometidos pelos seus educandos? Como?
3 – Que apoio foi dado às vítimas?
4 – Que medidas foram implementadas para evitar o confronto entre atacantes e vítimas no espaço escolar?

Eu não aceito isto! E todos temos o dever e o direito de não aceitar isto!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s