o que se é nem sempre (a)parece – #RIP Robin Williams

Chorar de rir

Morreu Robin Williams. Robin_Williams_2011Um actor que nos fez rir às gargalhadas, com toda a seriedade. E é assim que deve e será lembrado, tenho a certeza disso.

A mim, tocou-me essencialmente pelo filme “O Clube dos Poetas Mortos”, pela mensagem de vida, de alegria de viver e da necessidade de acreditarmos que os nossos sonhos, quando são postos em acção, fazem mover o mundo.

Neste filme em que se foca a desobediência como meio de sobrevivência dos nossos sonhos, há uma cena de suicídio de um jovem, reprimido pelos pais e que não consegue aceitar nem mudar a sua realidade.

Suicídio

Robin Williams suicidou-se, pelo que li. Atormentado por depressão, o alcoolismo foi uma das saídas que terá encontrado. Finalmente, a escolha final, o suicídio.

O suicídio é uma morte cada vez mais frequente nos nossos dias. O estigma tem de deixar de existir sobre esta morte pois é uma realidade na nossa sociedade. Aprendi-o da forma mais dura que existe, precisamente por ter perdido um irmão da mesma forma, há quatro anos. Sei do que falo quando digo que é um luto atroz porque nos coloca a todos, familiares e amigos, questões a que não sabemos responder. E a impotência, a total impotência que se sente, perante uma pessoa que era “nossa” e que decide, por si só e pela sua única vontade, ser apenas de si própria. E decide a sua morte sem olhar a outros. Chamam a isto o acto mais egoísta de todos, mas numa sociedade que se individualiza cada vez mais, quem é que se acha no direito de apontar dedos?

Eu sei que a depressão existe

A depressão existe mesmo e tem consequências. Existem também ajudas possíveis, desde que seja detectada, pelo próprio ou pelos seus próximos.

Não foi o caso do meu irmão. Sempre alegre e sorridente, fazendo rir também os outros no seu contacto diário, a sua decisão foi simplesmente brutal.

Estou no Porto Santo, neste exacto momento. Também há quatro anos estive aqui, precisamente neste mês, com o meu irmão. Duas semanas depois, o seu suicídio apanhou-me (e a toda a família) de uma forma tão …tão… (nem há palavras para descrever o tão…) que também eu entrei em depressão cerca de cinco meses após a sua morte. Percebi o que tinha. Procurei ajuda, fui ao médico e nem foi preciso ir a um psicólogo, foi uma médica de Medicina Interna a quem expus o que sentia e que detectou logo o problema. Tomei medicação prolongada, sempre bem acompanhada pelo médico, e fiz o chamado “desmame” durante os últimos meses. Terminei Sábado o último comprimido. O tratamento ajudou-me a ter tempo para ultrapassar o sofrimento de impacto, brutal, e preparar-me para continuar a viver e reencontrar a alegria. A vida nunca mais é a mesma, mas pode sempre ser boa e maravilhosa de outras mil e uma formas.

A depressão existe. O suicídio existe. As pessoas que conhecemos podem sofrer de depressão e não percebermos ou termos sinais. Mas isto existe mesmo! E por vezes em pessoas que riem muito para fora, como o Robin Williams ou o Duarte Joaquim.

Porque afinal, cada ser humano é único e não encaixa em muitas das regras que a sociedade cria. Porque o suicídio é um puro acto anti-social e pró-indivíduo. Mas que merece todo o respeito, como qualquer outra morte. Ninguém tem vergonha de comentar uma morte por cancro, mas fala-se apenas a boca pequena das mortes por suicídio, fazendo apenas com isto com que a dor da família seja ainda maior porque não partilhada, não suportada pelos outros. Há que haver o mesmo respeito, a mesma compaixão, a mesma solidariedade, também a mesma busca pelo seu conhecimento como única possibilidade de a prevenir.

“Seize the day!”

One thought on “o que se é nem sempre (a)parece – #RIP Robin Williams

  1. Impressionante, Linda. Eu acho que o suicídio preciso de muito coragem. Cooragem que eu não teria, penso. Por isso, o respeito que merita e mesmo maior. Também para os que ficam aquí, com tantas questões por as quais não há respostas. Forza, neste momento um pouco difícil. Um grande abraço dos Países Baixos.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s